DONS - 25 - LOUVOR

TITULO – ψαλμος

O Dom de  Louvor e Adoração é um dom de destaque na liturgia no ato de culto público do povo de Deus.

Manifestação de alegria e festa ao Deus Eterno reconhecida desde o povo de Israel e que se faz presente nos dias atuais nos encontros espirituais do povo de Deus.

Mais do que cantar, tocar instrumentos e ou dançar, louvar e adorar a Deus é uma atitude de vida consciente.

É certo que as expressões artísticas – em especial a música, geraram emoções aos que tocam, cantam e aos que ouvem, todavia, a manifestação do Dom de Louvor e Adoração vai além das emoções, atua com teologia bíblica profunda, relembrando a lei, profetizando a volta de Cristo, unindo o povo, lutando contra as trevas, trazendo cura, libertação e salvação através da verdade bíblica em forma de poemas e poesias.

Sim, não negamos as emoções, todavia, o Dom não é desenvolvido pelo que é sentido – experimental, mas, pelo que se conhece e pelo que se crê.

 

Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
Romanos 12:1

 O Dom de Louvor e Adoração – assim como os demais, é uma Capacitação Espiritual Especial que Deus concede a alguns dos seus filhos para estar a frente conduzindo outros em unidade a manifestação de louvor e adoração, e isto, tanto na celebração e festa, quanto nas lutas e aflições, todavia, “todo” e qualquer Cristão tem da parte de Deus a oportunidade, a alegria e o testemunho de Cristo para louvar, adorar, bendizer e engrandecer o nome de Jesus, único digno de louvor e de ser adorado.

 

Como já afirmado acima, mais do que cantar, tocar, dançar, interpretar, etc. Louvar e Adorar ao Eterno é uma atitude de vida – cotidiana, que independe da liturgia do culto, de letras de musicas já compostas, etc. Sendo o cristão um adorador por novo nascimento, o culto publico se torna uma oportunidade de expressar de maneira coletiva e publica o que ele realmente já vive na sua subjetividade.

Assim sendo, no texto bíblico temos distinções e características próprias para o ato de Louvar e Adorar, em especial, o saber que este ato antes, acima e além de tudo é espiritual.

 

Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo; ensinem e aconselhem-se uns aos outros com toda a sabedoria, e cantem salmos, hinos e cânticos espirituais com gratidão a Deus em seus corações.

Colossenses 3:16

O cântico deve ser espiritual – com valores do alto, rico na Palavra de Cristo, deve haver sabedoria e demonstrar gratidão.

01 – DOM - ψαλμος psalmos

 1)toque, ato de fazer vibrar e produzir som; 1b) de um canção piedosa,

ωδη ode

1) canção, canto, poema, ode

Sinônimos ver verbete 5876

 

Como observamos no texto de Colossenses o apostolo Paulo fala de um formato de cântico: “O espiritual” e não de um estilo musical.

A palavra no original é designada inclusive para denominar o Livro dos Cânticos – que tipo de cânticos? Cânticos que louvem ao Senhor, que declarem, exaltem e enalteça sua grandeza, formosura, poder e majestade e que valorizem os seus feitos e anuncie sua grandeza, vejamos:

Cantai ao SENHOR um cântico novo, cantai ao SENHOR toda a terra.
Cantai ao Senhor, bendizei o seu nome; anunciai a sua salvação de dia em dia.
Anunciai entre as nações a sua glória; entre todos os povos as suas maravilhas.
Porque grande é o Senhor, e digno de louvor, mais temível do que todos os deuses
.

Salmos 96:1-4

E mais, o termo espiritual também é definido por Paulo, como um estilo de vida bastante diferenciado e especifico:

Ou seja, antes mesmo do cântico ser espiritual, existe uma pessoa espiritual.

Aquele que tem o Dom de Louvor e Adoração tem uma vida de valores elevados, com pensamento “fechado” com a verdade de Cristo, que busca a glória única do seu Senhor.

Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus.
Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas.
Pois vocês morreram, e agora a sua vida está escondida com Cristo em Deus.

Colossenses 3:1-3

E também, louva e adora com conhecimento profundo do seu Deus e dos valores do Eterno, não é apenas rima e poesia, mas, atitude e poder.

Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus.
As quais também falamos, não com palavras que a sabedoria humana ensina, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais.
Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.

1 Coríntios 2:12-14

 

BASE BIÍBLICA -

O Dom de Louvor e Adoração é percebido em alguns texto Paulinos, mas, temos um indicativo muito interessante sobre o poder da ação deste Dom no próprio Senhor Jesus.

E, tendo cantado o hino, saíram para o Monte das Oliveiras.

Mateus 26:30

O próprio Senhor Jesus valeu-se do Dom de Louvor e Adoração para unir os seus discípulos, se preparar espiritualmente para cumprir o seu próprio ministério, vencendo a ansiedade presente antes do exercício de outro Dom o do Martírio.

A palavra hino que aparece no texto é υμνεω humneo - o canto dos hinos pascais (Salmos 113 a 118 e 136, chamados pelos judeus “o grande Hallel”) sendo que a Palavra Hallel é o termo que dá origem a ALELULIA – palavra usada para expressar alegria, celebração e honra ao Deus vivo.

Ou seja, podemos inferir que o cristão quando “canta” necessariamente louva ao eterno.

 

RESUMO INDICATIVO DO DOM -

O Dom do Louvor e Adoração é a capacidade especial dada pelo Deus Triuno para a sua Igreja viver hoje uma vida agradável ao Eterno. A capacidade especial para alguns de seus servos liderarem e conduzam outros à presença do Eterno Criador com atitudes, expressões, emoções e palavras de elogio e exaltação ao Todo Poderoso.

 

É o ministrar de alegria mesmo em meio a tristezas, vitórias ainda em meio a lutas, é unir o povo de Deus em atitudes praticas, em ritmos, melodias e harmonias unissas, é dignificar a grandeza do Deus Eterno, e viver o hoje o amanhã de Deus .

 

O Dom de Louvor e Adoração– apesar de ser um Dom especifico, pode (e deve) ser realizado por todo e qualquer cristão, sim, todo e qualquer cristão é chamado a louvar e adorar ao Deus Vivo.

 Algumas características exigíveis para o exercício deste Dom :

a)Conhecimento;

b)Alegria;

c)Técnica;

d)Humildade;

DOM DE LOUVOR E ADORAÇÃO NO ANTIGO TESTAMENTO

Como sempre observamos a cada Dom, a manifestação especial do Deus Eterno para com o seu povo não é restrito ao Novo Testamento, O Deus Triuno “sempre” esteve a frente da história, dirigindo-a para onde Ele mesmo quer, lembrando que o nosso Deus é o primeiro e o ultimo, o Alfa e o Omega.

Assim sendo, também o Dom especial do LOUVOR E ADORAÇÃO ocorre no Antigo Testamento.

1 - LOUVOR E ADORAÇÃO - SACRIFICIO

 Abel – O texto sagrado não registra muitos fatos da vida de Abel, contudo, apresenta-o em momento único de “sacrifício”. Abel teve um única chance de prestar um sacrifício puro, santo e agradável ao Deus Verdadeiro. Uma “única” chance, e foi aceito.!

No Antigo Testamento sacrifício era atitude de Louvor e Adoração, o ato de sacrificar era ato de cultuar, Abel prestou um único culto e foi aceito.

E ofereçam os sacrifícios de louvor, e relatem as suas obras com regozijo.

Salmos 107:22

Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome.

Hebreus 13:15

 

2 - LOUVOR E ADORAÇÃO – BATALHA ESPIRITUAL

Josué, Gideão e Josafa – O Dom de Louvor e Adoração não limita-se a música, não limita-se a contexto litúrgico ou momentos exclusivos de Fé, mas, também é percebido nos momentos de lutas, batalhas e guerras. O louvor e adoração também é batalha espiritual, é o prenuncio da vitória do povo de Deus. Isto é percebido nas duas histórias.

 

E disse: Dai ouvidos todo o Judá, e vós, moradores de Jerusalém, e tu, ó rei Jeosafá; assim o Senhor vos diz: Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão; pois a peleja não é vossa, mas de Deus. E levantaram-se os levitas, dos filhos dos coatitas, e dos filhos dos coratitas, para louvarem ao Senhor Deus de Israel, com voz muito alta.

E aconselhou-se com o povo, e ordenou cantores para o Senhor, que louvassem à Majestade santa, saindo diante dos armados, e dizendo: Louvai ao Senhor porque a sua benignidade dura para sempre.
E, quando começaram a cantar e a dar louvores, o Senhor pôs emboscadas contra os filhos de Amom e de Moabe e os das montanhas de Seir, que vieram contra Judá, e foram desbaratados.

2 Crônicas 20:15,19, 21-22

 

Deus deu vitória ao povo enquanto eles Louvavam e Adoravam a sua santidade, a sua majestade. Não precisou-se de armas, escudos e ou estratégias militares, apenas a atitude de Louvar e Adorar ao Eterno.

 

 3- LOUVOR E ADORAÇÃO – ATITUDE PROFÉTICA

Davi, Saul e os Levitas – O Dom de Louvor e Adoração além de não limitar-se a música e ou outras expressões artísticas, não é alienado à Palavra de Deus. Aquele que Canta, canta os seus feitos, as suas maravilhas, anunciam as obras de perfeição e poder (Salmos 96) aquele que Adora, adora ao Deus Eterno, Único, Invisível, mas real (Colossenses 1.14-16). É exigível conhecimento e autoridade na Palavra de Deus.

 

E Davi, juntamente com os capitães do exército, separou para o ministério os filhos de Asafe, e de Hemã, e de Jedutum, para profetizarem com harpas, com címbalos, e com saltérios; e este foi o número dos homens aptos para a obra do seu ministério:

1 Crônicas 25:1

 

4- LOUVOR E ADORAÇÃO – CURA E LIBERTA

Davi e Saul – O Dom de Louvor e Adoração quando ministrado por um servo cheio do Espírito Santo de Deus trás cura e libertação. Saul perdera a ação do Espirito Santo por sua soberba e arrogância, abrindo espaço para atuação do inimigo, contudo, o Espirito Santo agia em Davi, e quando Davi louvava o espírito maligno não resistia ao Poder do Canto Santo!

 

Então respondeu um dos moços, e disse: Eis que tenho visto a um filho de Jessé, o belemita, que sabe tocar e é valente e vigoroso, e homem de guerra, e prudente em palavras, e de gentil presença; o Senhor é com ele.

E sucedia que, quando o espírito mau da parte de Deus vinha sobre Saul, Davi tomava a harpa, e a tocava com a sua mão; então Saul sentia alívio, e se achava melhor, e o espírito mau se retirava dele.
1 Samuel 16:23


6- LOUVOR E ADORAÇÃO – TRANSFORMANDO VIDAS

Mais do que música a Adoração traz transformação de vida, a começar pelo Adorador,

Saul foi escolhido pelo povo de Israel para reinar, e o Deus Eterno deu todas as oportunidades a ele, a transformação de Saul. Saul deveria ir aos profetas que eram precedidos pelos Levitas – Adoradores, a Adoração e a Profecia da Palavra geram transformação de Vidas.

 

Então chegarás ao outeiro de Deus, onde está a guarnição dos filisteus; e há de ser que, entrando ali na cidade, encontrarás um grupo de profetas que descem do alto, e trazem diante de si saltérios, e tambores, e flautas, e harpas; e eles estarão profetizando.
E o Espírito do Senhor se apoderará de ti, e profetizarás com eles, e tornar-te-ás um outro homem.

1 Samuel 10:5-6

 7- LOUVOR E ADORAÇÃO – EXCULISIVADE AO DEUS ETERNO

Israel ou Povo de Deus – O Dom de Louvor e Adoração é de uso exclusivo ao Deus Eterno, diferente do musico comum, aquele que é separado como Ministro na Casa do Eterno é chamado para a exclusividade.

Israel representa no A.T. o “povo de Deus”, em um momento de fraqueza e pecado são conduzidos a Babilônia – símbolo do culto falso, e de tudo que era contrario a verdade de Deus. E na Babilônia – em meio as festas pagãs, são convidados a tocarem “suas músicas”.

Mais do que musicas nacionais, o cântico de Israel era o Cântico de Louvor e Adoração, lembremos ainda que no A.T. a presença de Deus era celebrada em um lugar especifico – Jerusalem, e os Israelitas estavam em terra estranha, em meio a um povo de praticas estranhas, e os povo de Deus não se permitiu contaminar.

Junto aos rios da Babilônia, ali nos assentamos e choramos, quando nos lembramos de Sião.
Sobre os salgueiros que há no meio dela, penduramos as nossas harpas.
Pois lá aqueles que nos levaram cativos nos pediam uma canção; e os que nos destruíram, que os alegrássemos, dizendo: Cantai-nos uma das canções de Sião.
Como cantaremos a canção do Senhor em terra estranha?

Salmos 137:1-4

 DOM DE LOUVOR E ADORAÇÃO NO NOVO TESTAMENTO

No Novo Testamento apesar do período de escravismo do Povo de Deus sob o domínio dos Romanos, do local de referencia de culto ter sido destruído e estar em reconstrução por ímpios, ainda assim, temos inúmeras atitudes e expressões de louvor e adoração. Abaixo uma lista objetiva de atitudes de adoração, mesmo sem expressão musical e ou artística.

JESUS:

Um Homem cego de nascença após a sua cura:

Disse o homem: Creio, Senhor! E o adorou.
João 9:38

Uma Mulher com uma filha endemoniada antes da cura:

Então veio ela e, adorando-o, disse: Senhor, socorre-me.
Mateus 15:25

Um espírito imundo que havia possuído um homem.

Vendo, pois, de longe a Jesus, correu e adorou-o;
e, clamando com grande voz, disse: Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo?

Marcos 5:6-7

Um Chefe Judeu com sua filha recém declarada morta.

Dizendo-lhes ele estas coisas, eis que chegou um chefe, e o adorou, dizendo: Minha filha faleceu agora mesmo; mas vem, impõe-lhe a tua mão, e ela viverá.

Mateus 9:18

Homens e mulheres, pessoas simples e importantes, judeus ou não adoraram Jesus, pois a presença de Jesus é irresistível! Até os espíritos malignos se prostam e o adoram.

Acima observamos Jesus recebendo adoração – Que somente a Ele é digna, abaixo instruções de Jesus a respeito da Adoração:

 

1 - LOUVOR E ADORAÇÃO – PESSOAS E NÃO LUGARES OU ESTILOS

Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me, a hora vem, em que nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai.
Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos; porque a salvação vem dos judeus.

João 4:21-22

A adoração não esta limitada a nenhum lugar, endereço e ou espaço físico.

A adoração só é valida, aceita, tem sentido e valor se feita com conhecimento – Jesus não diz que a mulher era mentirosa, ele aceita sua declaração de que “adorava”, porem, indica que ela não sabia a quem ou como!

(...) porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.

João 4:23-24

A adoração não é condicionada a lugares santos, a datas especiais, a roupas especiais, a cidadania ou gênero humano, Jesus ensina que o que Deus procura é um tipo especial de pessoa.

O adorador é especial! Não o lugar onde esta, a roupa que vista, etc.

 

2 - LOUVOR E ADORAÇÃO – COMUNHÃO E TESTEMUNHO PÚBLICO

 PAULO:

Logicamente que Paulo não recebe adoração – só Jesus é digno, mas, Paulo instrui a Igreja na pratica correta.

Incentivando, exortando e valendo-se do Louvor e da Adoração em seu ministério apostólico.

 

Pela meia-noite Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, enquanto os presos os escutavam.
De repente houve um tão grande terremoto que foram abalados os alicerces do cárcere, e logo se abriram todas as portas e foram soltos os grilhões de todos.

Atos 16:25-26

Louvor e Adoração que LIBERTA. A manifestação do Dom de Intercessão e Adoração em Paulo geraram algumas reações, vejamos:

Louvor como TESTEMUNHO – eles cantavam e os presos ouviam.

Louvor como agente de SALVAÇÃO – o carcereiro clamou por salvação

Louvor como ALIMENTO e COMUNHÃO - o ato de cantar junto com Silas sustentou e fortaleceu ambos.

 

3 - LOUVOR E ADORAÇÃO – VIDA ESPIRITUAL

Paulo ensina e exorta a igreja da época a Cantar Cânticos “Espirituais”, estes cânticos devem ser feitos com entendimento e enriquecidos com a Palavra de Deus.

 

Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração;

Efésios 5:19

A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração.

Colossenses 3:16

 

Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento.

1 Coríntios 14:15

 

OBS – numa época de musicas monossilábicas com “sucessos” de Thu Thu, Tha Tha, Le Le, etc. o Cristão que Louva e Adora o Deus vivo não deve baixar o seu nível, nem mesmo o intelectual, procurando compor musicas de alto nível de relevância, intelectualidade, autoridade espiritual e competência linguística e cultural.

 

ATRIBUTOS DO DOM DO EXORCISMO 

A. CONHECIMENTO;- Quanto maior conteúdo, melhor será a Adoração;

B .ALEGRIA;- O Adorador que conhece o seu Deus tem reais motivos de alegria;

C.TÉCNICA;- Dizer não ao comodismo, desleixo e incompetência;

D.HUMILDADE;- A soberba é o pecado a ser combatido;

 

A – CONHECIMENTO

No Antigo Testamento Moises entoa cântico depois de ver ação poderosa de Deus, Davi, depois de vencer batalhas, mas, também em meio a angustias e aflições, bem como, ao observar a beleza da criação.

Quanto maior o Conhecimento de Deus de suas Palavras, Promessas, seu Poder, sua Fidelidade melhor, mais correto, agradável e objetivo será o louvor e a adoração.

Verdade é que jamais compreenderemos o “todo” de Deus, mas, há muito o que compreender, e o que nos cabe devemos conhecer para dignifica-lo melhor.

Quem não adora com conhecimento, adora a Deus “menos” do que Ele merecer.

 

B– ALEGRIA

O cristão que é aquele que tem o “real” motivo de Alegria, pois, não consiste em nada passageiro – mesmo itens passageiros bons como família, educação, ministério, etc. A alegria do Adorador vem do fato de se reconhecer como Adorador, como filho do Deus Vivo. Nada no mundo dá mais valor ao ser humano do que ser um Adorador do Deus Vivo!

Esta alegria não envelhece, não perde valor ou fica obsoleta, não pode ser roubada, e o Adorador sabe disto! Por isso é feliz, realizado, satisfeito e tem vida plena, manifesta Alegria e Jubilo mesmo diante das dificuldades e aflições do tempo presente, que não superam sua realização no seu Deus.

 

Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada. Romanos 8:18

 

C– TÉCNICA

Quando se fala do exercício “Ministerial” de Louvor e Adoração exige-se do ministro a busca continua do aperfeiçoamento, Paulo declara que não havia chegado a perfeição, mas, que a buscava.

 


Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus.

Filipenses 3:11-12

 

 O Profeta Jeremias repreende aquele que faz a obra do Senhor de maneira relaxada, como a um qualquer, para Adorar um “deus” qualquer, podemos faze-lo de qualquer jeito, para adorar o Deus Verdadeiro, somente em Espírito e em Verdade.

 

Maldito aquele que fizer a obra do Senhor fraudulosamente; e maldito aquele que retém a sua espada do sangue.
Jeremias 48:10

 

Davi fala de “harmonia e arte” – ser Adorador não se resume a musica e arte, mas, um Ministério de Adoração passa pela musica e arte, assim sendo, cumpre aos ministros de louvor e adoração a busca de alto nível de técnica.

 Pois Deus é o rei de toda a terra; cantem louvores com harmonia e arte.
Salmos 47:7

Assim como a vida de um Adorador deve ser uma vida “excelente” que gere brilho e impacte as pessoas, o Ministério de Louvor e Adoração deve buscar excelência em sua musica e arte.

D– HUMILDADE

É importante lembrarmos que o nosso adversário foi criado por Deus e enriquecido de beleza e perfeição para a Adoração ao Deus Eterno, e o Diabo caiu por sua soberba.

Tendo isto em mente o Adorador jamais negará ao Eterno a honra, louvor, adoração, dignidade, méritos, aclamação que somente ao Deus Trino é devida!

Ou seja, estar a frente do povo de Deus – quer seja uma comunidade pequena ou grande, não deve gerar motivação ou desmotivação ao Ministro de Louvor e Adoração, este, sempre dará o melhor pois para ele só existe “uma pessoa” assistindo ao Culto – o Próprio Deus, todos os outros são adoradores juntos com o Ministro, Musico e Artista.

Não são as palmas, não deve ser a fama ou “ofertas/cachês” mas, o saber quem ele é e quem é o Deus a quem serve.

 

CONCLUSÃO

O Dom do Louvor e Adoração é para os dias atuais.

Cada cristão é um Adorador por novo nascimento, por necessidade e por excelência, Deus elege e capacita alguns para estar a frente do seu próprio povo e lidera-los a momentos de comunhão e expressão conjunta de elogios, exaltação e engrandecimento ao nome de Jesus – único e verdadeiro Deus.

Este Dom tem manifestação publica – evidencia, maior do que outros, e carece de atitudes e cuidados especiais.

O Dom de Louvor e Adoração é uma ação humana, conduzida pelo Espirito Santo, que inicia no tempo e continuará por toda Eternidade. Sem duvida alguma, de todos os Dons este é o que romperá a barreira do tempo e do espaço.

 

 Abraços Pr. Públio Azevedo

Programação da Semana

Segunda-Feira  - 20 hs
Oração, Clamor e Vitória;

Terça-Feira       - 20 hs
Encontro das Mulheres;

Quarta-Feira    -
16h- Espaço Aberto- Esportes
19h30-RECUPERE - clique aqui
20h- Estudo Biblico/Doutrinario

Quinta-Feira     - 16 hs
Espaço para Adolescentes

Projeto Mulheres do XV

Sábado
8h- EDUCAXV-cursinho ENEM
13h- Ensaios -Adolescentes
14h- Evangelismo- PESCA
15h- Ensaios -Jovens
16h- LIBRAS -
Projeto Mãos que Libertam 
20h- Vide agenda do Mês

Domingos
9h00 hs - Culto da Manhã

9h45 hs - EBD/Ministérios

17h30 - Celebração
19h30 - Celebração

Mensagens

Login -XVNET

Mensagem do Pastor

Foto Culto IBPXV

“Sim, coisas grandiosas fez o Senhor por nós, por isso estamos alegres."
Salmos 126:3

 A IBPXV é o espaço ideal para você (criança, adolescente, jovem ou adulto) e sua família buscar e desenvolver o Caráter de Jesus Criso.

Uma Igreja "VIVA e ALEGRE" que não abre mão da seriedade e reverência que o relacionamento com o Deus Eterno e Santo exige, assim sendo, manifesta em seus cultos e na vida em sociedade a alegria de filhos que sabem o Pai Amoroso que tem.

Cultos festivos, espontâneos e alegres. Louvor contagiante; Pregações atuais-relevantes;

Clamor/Intercessão contínuo.

Convido você a nos fazer uma visita, e caminhar conosco nesta busca até o Grande Dia de Encontro com o Senhor Jesus.

Abraços Pr. Públio Azevedo.

gp1

gp7

gp2

gp8

gp3

gp9

gp4

gp10

gp5

gp6